domingo, 22 de novembro de 2009

Dica: 500 dias com ela




Para muitos, inclusive eu, comédias românticas são, em geral, um lixo. Alguns poucos filmes se salvam em meio a "tanta" emoção, finais felizes, contos de fada e histórias sem roteiros. Dentre estes, "500 dias com ela" pode ser considerado um dos bons. Para se ter uma breve idéia, o filme foi selecionado para o Festival de Sundance de 2009.
Não vai ser um spoiler, mas dicas...assistam e tentem perceber:

- As primeiras palavras do filme, pois poderia ser considerado o prólogo da obra.
- Roupa da Summer, pois será uma boa representação do seu psicológico e do psicológico de Tom Hansen, seu "namorado".
- Os dias que se passam e seu plano de fundo, pois o diretor parece ter recebido uma influência do diretor Alejandro Gonzalez, fazendo com que as cores representem a passagem de tempo e que a história gire em torno de uma narrativa não linear.
- A apresentação dos personagens, pois será um resumo de todo o filme
- A intertextualidade com outros filmes
- A inversão de sentimentos presente no filme, pois esse fato representa toda a idéia do diretor.

Ainda é possível assistir esse filme nos cinemas. Por isso, tentem assistir. Pelo contrário, fujam de "2012", que filme horrível, tosco, sem graça, sem emoção, sem roteiro, sem direção, produção mais ou menos, direção de fotografia bem tosco, dizãs...não assistam "2012"!

.

2 comentários:

  1. esse filme é muito bom mesmo. apesar de eu ter a impressão de que ninguém entendeu o fim do filme no cinema pq só eu ri... enfim.

    ResponderExcluir
  2. à propósito, eu gostei de 2012.

    ResponderExcluir