sábado, 5 de junho de 2010

Paralguém.

"Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche."

(Martha Medeiros)

No final, Martha.Medeiros não é tão chato assim. Um tanto coerente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário